2015

Veneza

Olá, abigos!

Venho por meio desta contar-lhes (uau) sobre o dia maravilhoso que passei em Veneza com o aniversariante: O homi.
Seria aniversário dele durante o tempo em que ele estaria em FLR e nós decidimos comemorar o dia conhecendo Veneza! *joga o cabelão*
Compramos as passagens de ida e volta de Firenze- Santa Maria Novella (até hoje ouço o locutor do trem na minha cabeça) até Veneza – Santa Lucia logo no começo da semana, saiu 68 euros ida e volta com nossos amigos FrecciaRossa e ar-condicionado. Nosso trem saía às 10 da manhã, então daria tempo suficiente de dormir e descansar bem pra aproveitar o dia seguinte. Chegamos em Veneza lá pelo meio dia e o calor, claro, foi junto.

Primeira rua à esquerda da saída da estação
Primeira rua à esquerda da saída da estação

Veneza é linda! É uma baguncinha, mas eu achei fenomenal! Em algumas ruas não dá pra passar duas pessoas lado a lado, e assim como em FLR, não tem espaço entre as construções, então não se vê o horizonte.
É como um labirinto. As únicas vezes que dá pra enxergar além da parede à frente é quando estamos na beira do canal principal e olhamos para os lados. Mesmo assim eu fiquei encantada.
Ah, não senti nenhum cheiro ruim como algumas pessoas dizem sentir. Já li posts dizendo que Veneza é fedida e que o cheiro é pior ainda no calor, mas com os 40 graus que fazia por lá, o único cheiro que senti foi o de mar e só algumas vezes.
Sem roteiros, sem dicas de lugares para ver ou lugares para comer, saímos da estação, viramos à esquerda (?) e andamos sem rumo até a hora de ir embora.

Passeamos por vários cantinhos, cada vez mais longe do centro turístico. Quando eu via uma ruazinha estreita, eu fazia questão de entrar pra ver onde daria. Geralmente eu precisava dar meia volta porque no final dela tinha um canal, hehe.
Andamos pela parte residencial, tudo muito tranquilo e silencioso. Uma das ruas que eu mais gostei era dividida por um canal, com algumas pontes de madeira e muitas árvores ao longo dele e banquinhos. Eu seria muito feliz morando num apartamentinho por ali (ganharia horrores alugando pelo AirBnB, just saying).

IMG_4737Aos poucos voltamos para o centro de Veneza, sempre tendo que dar meia volta em uma ponte ou outra porque o outro lado dela dava para o portão de uma casa!
Resolvemos fazer um passeio de gôndola, procuramos um… ponto de gôndola? mas todos estavam vazios. Encontramos um à sombra, debaixo de uma construção, onde tinha um casal na nossa frente e um casal de coreanos que chegou ao mesmo tempo que nós. Só tinham duas gôndolas disponíveis. Eu e o homi tramamos um plano para entrarmos na gôndola antes do casal coreano e eu acho que eles estavam fazendo a mesma coisa, já que olhavam para nós de vez em quando.
Descobrimos que era horário de almoço dos gondoleiros, por isso todos os pontos estavam vazios. Resolvemos sair para ver se outro ponto já estava operando e passamos em frente à um que havíamos passado fazia pouco tempo. Esse era maior, tinha até ma cabine.
Demos sorte porque tinham uns gondoleiros por ali, pagamos 80 euros por meia hora de passeio (eu sei, eu sei… Mas é uma oportunidade única, eu achei que valeu muito a pena), entramos na nossa gôndola e o moço foi super simpático se oferecendo para tirar uma foto nossa. Sorrisinhos de olhos enrugados por causa o sol forte e pronto. Um gondoleiro que super parecia um amigo meu do Brasil subiu à bordo e começamos o nosso passeio.


Eu e o homi não estávamos acreditando! ESTÁVAMOS PASSEANDO DE GÔNDOLA EM VENEZA!!!!!!!!!!!!
O nosso gondoleiro apontava alguns lugares e dava breve explicações pra gente, mas sinceramente? Eu estava tão feliz e extasiada que não consegui prestar muita atenção.
Achei muito legal que tanto os gondoleiros quanto o pessoal que está de barco tem que prestar muita atenção nas esquinas, pois não se vê quem está vindo, então eles dão um grito longo e grave, tipo um: “ÔOEEEEE” (levei um susto…) para sinalizar. Aí a embarcação que está vindo já fica alerta e diminui a velocidade, ou pára até a outra embarcação passar. Achei demais!

Quase no final do passeio, entramos num canal/rua e percebemos que estávamos exatamente onde havíamos tentado pegar a gôndola pela primeira vez. E quem estava por ali ainda esperando? O casal de coreanos! Eles nos reconheceram e quando nossa gôndola passou por eles eu abaixei o óculos de sol e dei uma piscadela. Mentira, só fingi que não vi mesmo.
Mas a melhor parte foi quando estávamos numa parte particularmente tranquila do percurso e o nosso gondoleiro começou à CAN-TAR! MA-NO!
Eu e o homi nos olhamos sem acreditar, eu tentei gravar um vídeo fingindo que estava gravando o passeio, mas ele logo parou, uma pena! Não sei se ele parou porque me viu gravar ou simplesmente parou por parar, mas foi…Putz, foi ~mágico~ gente, desculpem pela escolha de palavras.


A gôndola parou do outro lado do canal, perto do Mercato, numa parte que ainda não tínhamos explorado.
Alí estava consideravelmente mais movimentado do que a outra parte e parecia mais amplo também.
Encontramos uma fonte com água beeem geladinha no meio de uma praça (gente, fazem quase 5 meses, não lembro mais do nome de nada), reabastecemos nossa garrafinha de água e aproveitamos pra quase tomar um quase banho. Aliviou muito o calor e em menos de 3 minutos nossas roupas já estavam secas de novo.
Demos umas voltas pelas várias barraquinhas espalhadas bem perto da Ponte Rialto, se não me engano.
Comprei uma máscara pequenininha feita de porcelana para dar de presente pra minha mãe e acrescentar à coleção de souvenirs recém começada.

 

Então finalmente decidimos que era hora de almoçar. Encontramos um restaurantezinho com mesas do lado de fora, de frente para um canal e nos sentamos ali. Pedi gnocchi com molho de manteiga e sálvia e esqueci se pedi sobremesa ou não.

Como nosso trem de volta era às 18:00 e era quase 17:00, depois do almoço fomos pouco à pouco até a estação, dando uma olhada nas vitrines e nos espremendo pelas ruas estreitas enquanto seguíamos as placas que nos indicavam o caminho para a “Stazione”.
Foi um dos dias mais incríveis que eu passei enquanto estava na Itália. Não acredito que já faz todo esse tempo D:
O post ficou ENORME! Acho que terei que me conformar que eu escrevo tanto quanto falo…

Baci! :)

Anúncios

Um comentário em “Veneza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s